Páginas

Mostrando postagens com marcador Draco. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Draco. Mostrar todas as postagens

26 de mai de 2016

Resenha - Um toque de morte (A ORDEM), Luiza Salazar

Hoje eu trouxe pra vocês um livro que recebi na parceria com a editora Draco. Eu comecei a ler há uns 3 dias, mas como estava muito apurada com coisas da faculdade, não pude terminar no mesmo dia (mas teria terminado, se pudesse). O suspense desse livro e o universo que a Luiza criou é tão maravilhoso que eu não conseguia tirar os meus pensamentos acerca do que viria nos próximos capítulos. Finalizada a leitura, não pude deixar de ficar desesperada pela continuação: Um beijo de morte.


Título: Um toque de morte
Autora:  Luiza Salazar
Editora: Draco
Páginas: 224
Ano: 2013

A personagem principal de Um toque de Morte é a Katherine Brown. Ela é uma adolescente de dezessete anos que passou a maior parte da vida em um orfanato. Aos cinco anos de idade, Kat descobriu que tinha um dom (ou seria uma maldição?): tudo que ela tocava morria. Com uma certa idade, depois de um episódio ocorrido no orfanato, ela decidiu fugir. Passou, então, a morar com sua amiga Rebecca. E é muito estranho tentar imaginar a vida de Katherine e Rebecca sem ao menos um abraço. Duas amigas que se veem todos os dias e convivem juntas não poderem tocar uma na outra. Mas o problema é que Rebecca não sabe sobre esse poder de Kat.

Quando se mente por tanto tempo como eu, é terrivelmente exaustivo ter que se esconder o tempo todo.

Como todo mundo tem contas a pagar e precisa de dinheiro, Katherine, aos 14 anos, começou a trabalhar como "assassina de aluguel" para um homem, o Chefe. Os trabalhos são bem simples: matar. O chefe passa as instruções sobre o que ela deve fazer, com quem deve fazer, o local, etc, e ela, quase todas as vezes sem hesitar, coloca as mãos na massa. E foi assim que Kat achou que sua vida se resumia: sendo uma Ceifadora, uma pessoa que mata outras pessoas, e que ainda ganha dinheiro ao fazer isso.

Quando seu passado não envolve parentes ou amigos, você é meio que obrigado a se apegar a objetos inanimados. É deprimente, mas verdadeiro.

Mas um dia, na escola, ela encontra Vince e Eric, dois rapazes que aparentemente se odeiam. Eles têm olhos roxos que assumem uma coloração de fogo quando olham um para o outro, com ódio e fúria. A cor dos olhos significa uma coisa: eles têm poderes especiais, assim como Kat. Na medida em que vamos acompanhando a história, descobrimos quais são suas habilidades e suas motivações para com Katherine, que passa a ser disputada por eles.

Mas essa disputa não é sobre amor. É algo que está para muito além disso, que envolve duas forças contrárias. Kat é valiosa demais para eles e ela precisa escolher um lado. À partir daí, somos apresentados a novos personagens: Roxie, Valentina, Vladimir, etc, que também são especiais, e passamos a perceber uma evolução da personagem principal acerca de sua habilidade.

A escrita da Luiza é muito fluida e fácil. Eu não precisei consultar o dicionário uma vez sequer, o que facilitou muito a leitura. E é gostoso de ler porque o mistério e o suspense vão assumindo um ar cada vez maior, impossibilitando, por exemplo, que o livro seja largado ao meio. É uma sentada e acabou. Sobre a personagem principal não tenho nada a reclamar. Ela é um pouco irônica, às vezes, mas também é dotada de um carisma muito grande. Ela não gosta de ser diferente das demais pessoas, mas também não gostaria de levar a vida banal que todos levam (só as vezes ela deseja isso): 

É engraçado como em filmes onde as pessoas têm poderes elas dizem "eu só queria ser normal". E eu sempre pensei, por quêPor que alguém iria querer fazer isso? Por que alguém ia querer ser medíocre, trabalhar em um emprego medíocre, aguentar as luzes falsas de escritórios todos os dias, as festas com os vizinhos que você não suporta e os amigos que mal suportam você? Essa ideia sempre me assustou mais do que a morte. A morte eu consigo aceitar.              
          É a vida morta que me assusta.


Minha avaliação (numa escala de 1 até 5 estrelas)

 Mapa Literário